Projetos Iniziare

Como Montar Fábrica de Conserva de Vegetais

Planta Baixa e Projeto de Fábrica de Conserva de Vegetais

PARA SABER MAIS SOBRE Fábrica de Conserva de Vegetais - CLIQUE AQUI


Como Montar uma Empresa de Fábrica de Conserva de Vegetais
Plantas | Projetos | Layout |
Lista de Equipamentos | Lista de Fabricantes de Equipamentos
Ligue para 35.3721.4355 | Whatsapp 35.99730.7627

Setores



Recepção de matéria-prima
Estocagem de matéria-prima
Fabricação
Estocagem de produtos acabados
Escritórios
Refeitórios
Vestiários

contém



Conteúdo deste Projeto Modelo Ebook Editável em dwg

Projetos DWG e RVT em 2D e 3D, CAD, para arquitetura e engenharia.

Modelo apropriado para ser utilizado por desenhistas, engenheiros, arquitetos e designers na fabricação de projetos e plantas.

Consulte sobre cada um dos itens:

  1. PLANTA BAIXA DE FáBRICA DE CONSERVA DE VEGETAIS

  2. CORTES / FACHADA / SITUAÇÃO

  3. LAYOUT DAS MÁQUINAS DE FáBRICA DE CONSERVA DE VEGETAIS

  4. LISTA DAS MÁQUINAS DE FáBRICA DE CONSERVA DE VEGETAIS

  5. LISTA DOS FABRICANTES DE MÁQUINAS DE FáBRICA DE CONSERVA DE VEGETAIS

  6. PLANTAS 2D FáBRICA DE CONSERVA DE VEGETAIS EM DWG

  7. PLANTAS 3D FáBRICA DE CONSERVA DE VEGETAIS EM JPG

Capacidades



Temos Ebooks Editáveis com várias capacidades. Escolha uma das opções:

Fábrica de Conserva de Vegetais com Capacidade de Produção de 100 kg por dia

Código deste Ebook Editável: VEG-C-373


Fábrica de Conserva de Vegetais com Capacidade de Produção de 200 kg por dia

Código deste Ebook Editável: VEG-C-374


Fábrica de Conserva de Vegetais com Capacidade de Produção de 500 kg por dia

Código deste Ebook Editável: VEG-C-375


Fábrica de Conserva de Vegetais com Capacidade de Produção de 1.000 kg por dia

Código deste Ebook Editável: VEG-C-376


Fábrica de Conserva de Vegetais com Capacidade de Produção de 2.000 kg por dia

Código deste Ebook Editável: VEG-C-377


Fábrica de Conserva de Vegetais com Capacidade de Produção de 5.000 kg por dia

Código deste Ebook Editável: VEG-C-378


Fábrica de Conserva de Vegetais com Capacidade de Produção de 10.000 kg por dia

Código deste Ebook Editável: VEG-C-379


Fábrica de Conserva de Vegetais com Capacidade de Produção de 20.000 kg por dia

Código deste Ebook Editável: VEG-C-380


opcionais



Opcionais

  1. PLANTA 3D EM JPG
  2. PLANTA 3D EM RVT
  3. PROJETOS COMPLEMENTARES
    Projeto Hidráulico de Fábrica de Conserva de Vegetais
    Projeto Hidrosanitário de Fábrica de Conserva de Vegetais
    Projeto ABCV CLCB Bombeiros Fábrica de Conserva de Vegetais
    Projeto Elétrico de Fábrica de Conserva de Vegetais
    Projeto Estrutural de Fábrica de Conserva de Vegetais
    Licença Ambiental de Fábrica de Conserva de Vegetais
    PROJETO DE INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS

informações



Para maiores informações

Ligue para 35.3721.4355

ou envie uma mensagem por

Whatsapp 35.99730.7627

ou pelo formulário

 

PARA SABER MAIS SOBRE Fábrica de Conserva de Vegetais PREENCHA O FORMULÁRIO ABAIXO:



 

 

 

 

 

OUTROS PROJETOS



Fábrica de Conserva de Vegetais

MAIS PROJETOS DO SITE



Vegetais enlatados, conforme definido na Seção 2 abaixo e nos anexos correspondentes e oferecidos para consumo direto, inclusive para fins de restauração ou para reembalagem, se necessário. Não se aplica ao produto quando indicado como destinado a processamento adicional. Esta Norma não abrange vegetais fermentados por lacto, em conserva ou conservados em vinagre. 2 DESCRIÇÃO 2.1 Definição do produto Conservas de legumes são os produtos: 1) Preparados a partir de vegetais substancialmente sólidos, frescos (com excepção de ervilhas transformadas maduras) ou congelados, conforme definido nos anexos correspondentes, tendo atingido a maturidade adequada para a transformação Nenhum de seus elementos essenciais é removido, mas devem ser lavados e preparados adequadamente, dependendo do produto a ser produzido. Eles passam por operações como lavar, descascar, classificar, cortar etc., dependendo do tipo de produto. (2) (a) embalado com um meio de embalagem líquido adequado de acordo com a Seção 3.1.3. (b) embalado a vácuo com meio de embalagem que não exceda 20% do peso líquido do produto e quando o recipiente for vedado em condições que gerem uma pressão interna de acordo com as boas práticas de fabricação.1 (3) processados por calor, de maneira adequada, antes ou depois de serem selados hermeticamente em um recipiente, a fim de evitar deterioração e garantir a estabilidade do produto em condições normais de armazenamento à temperatura ambiente. 2.2 Estilos Além dos estilos definidos nos anexos correspondentes, quaisquer outros estilos devem ser permitidos, conforme indicado na seção 2.2.1. 2.2.1 Outros estilos Qualquer outra apresentação do produto deve ser permitida, desde que o produto: (1) é suficientemente distinto de outras formas de apresentação estabelecidas na Norma; (2) atenda a todos os requisitos relevantes da Norma, incluindo requisitos relacionados a limitações de defeitos, peso drenado e quaisquer outros requisitos aplicáveis ao estilo que mais se assemelhe ao estilo ou estilos pretendidos a serem fornecidos sob esta provisão; e (3) está adequadamente descrito no rótulo para evitar confundir ou enganar o consumidor. 3 COMPOSIÇÃO ESSENCIAL E FATORES DE QUALIDADE 3.1 Composição 3.1.1 Ingredientes básicos Vegetais, conforme definido na Seção 2, e meio de embalagem líquido adequado ao produto. 3.1.2 Outros ingredientes permitidos De acordo com as disposições pertinentes dos anexos correspondentes. 3.1.3 Mídia de embalagem 3.1.3.1 Ingredientes básicos Água e, se necessário, sal. 1 Os produtos de alto vácuo normalmente têm uma pressão interna de aproximadamente 300 milibares ou mais abaixo da pressão atmosférica (dependendo do tamanho do recipiente e de outros fatores relevantes). 3.1.3.2 Outros ingredientes permitidos A mídia de embalagem pode conter ingredientes sujeitos aos requisitos de rotulagem da Seção 8 e pode incluir, mas não está limitado a: 1) açúcares e / ou outros alimentos com propriedades edulcorantes, como o mel; 2) plantas aromáticas, especiarias ou extratos destes, temperos; (3) vinagre; (4) suco de frutas regular ou concentrado; (5) óleo; (6) purê de tomate. 3.2 Critérios de qualidade 3.2.1 Cor, sabor e textura Os vegetais enlatados devem ter cor, sabor e odor normais, enlatados, correspondentes ao tipo de vegetal e meio de embalagem utilizados e devem possuir características de textura do produto. 3.2.2 Defeitos e Subsídios Conservas de legumes devem estar substancialmente livres de defeitos. Certos defeitos comuns não devem estar presentes em quantidades superiores às limitações fixadas nos anexos correspondentes. 3.3 Classificação de "Defeitos" Um contêiner que não atender a um ou mais requisitos de qualidade aplicáveis, conforme estabelecido na Seção 3.2 (exceto aqueles com base nas médias das amostras), deve ser considerado como "defeituoso". 3.4 Aceitação do lote Muito deve ser considerado como satisfazendo os requisitos de qualidade aplicáveis mencionados na Seção 3.2 quando: (1) para os requisitos que não são baseados em médias, o número de “defeitos”, conforme definido na Seção 3.3, não excede o número de aceitação (c) do plano de amostragem apropriado com um AQL de 6,5; e (2) são cumpridos os requisitos da Seção 3.2, que se baseiam nas médias amostrais.